Seis músicas para …
As músicas nos lembram pessoas, momentos, são ótimas para nos dar alegria – ou não – afinal de contas, quem nunca colocou uma música e desabou a chorar? Sim, elas nos acompanham em toda trilha sonora da nossa vida.
Vagando pela internet à procura de músicas desconhecidas me deparo com uma página no Facebook chamada Seis Musicas. Divertida, e ao mesmo tempo intrigante, a página trás playlists separados por categorias nada convencionais. 
 
Segundo os criadores do projeto, Augusto Kneipp e Amanda Abreu, tudo começou como uma brincadeira entre amigos apaixonados por música, que tinham o hábito de trocar músicas entre si e categorizando elas em situações. Como “Olha só, essa música é para esperar o ônibus na parada”ou "essa aqui entraria em uma lista de músicas para correr".
Assim, surgiu o Tumblr com várias listas, situações e 6 músicas escolhidas para embalar o tema.  Agora que você já sabe do que se trata, identifiquei seu momento e escolha seu playlist, no Seis Músicas.


Autora: Leticia Andric

Seis músicas para …

As músicas nos lembram pessoas, momentos, são ótimas para nos dar alegria – ou não – afinal de contas, quem nunca colocou uma música e desabou a chorar? Sim, elas nos acompanham em toda trilha sonora da nossa vida.

Vagando pela internet à procura de músicas desconhecidas me deparo com uma página no Facebook chamada Seis Musicas. Divertida, e ao mesmo tempo intrigante, a página trás playlists separados por categorias nada convencionais.

 

Segundo os criadores do projeto, Augusto Kneipp e Amanda Abreu, tudo começou como uma brincadeira entre amigos apaixonados por música, que tinham o hábito de trocar músicas entre si e categorizando elas em situações. Como “Olha só, essa música é para esperar o ônibus na parada”ou "essa aqui entraria em uma lista de músicas para correr".

Assim, surgiu o Tumblr com várias listas, situações e 6 músicas escolhidas para embalar o tema.  Agora que você já sabe do que se trata, identifiquei seu momento e escolha seu playlist, no Seis Músicas.

Autora: Leticia Andric

Novas funcionalidades criadas pelo Netflix e Facebook.
Sabe aquele filme trash que você vê no Netflix e depois fica morrendo de vergonha que alguém saiba que você viu? Ou sabe aquela notícia que você viu no Facebook, mas não teve tempo de ler e não sabe onde foi parar?
Calma, tanto Netflix quanto o Facebook criaram soluções bem úteis para esses problemas…
Modo privado no Netflix

Para evitar que um filme trash que você veja no Netflix interfira nas suas recomendações (ou faça você passar vergonha), o serviço de streaming está testando uma nova funcionalidade, que permitirá ver o conteúdo através de um modo privado, bem semelhante às janelas anônimas dos navegadores de internet.
Segundo o Gigaom, a função já está em teste para alguns usuários. Caso o resultado seja positivo, todo mundo terá acesso à ferramenta em breve.
Botão “Salvar” no Facebook

Já o Facebook criou um botão que permite salvar textos, publicações, fotos, imagens, vídeos e links para os usuários mais ocupadinhos vejam nas horas vagas.
Ao apertar o botão “Salvar”, usando algum dispositivo móvel (como iOS ou Android), o usuário guarda essas informações em uma página, que não ficará disponível na timeline. De acordo com o G1, o usuário, entretanto, pode escolher compartilhar as informações que salvou.

Fonte: Papel Pop
Autora:Maitê Weschenfelder

Novas funcionalidades criadas pelo Netflix e Facebook.

Sabe aquele filme trash que você vê no Netflix e depois fica morrendo de vergonha que alguém saiba que você viu? Ou sabe aquela notícia que você viu no Facebook, mas não teve tempo de ler e não sabe onde foi parar?

Calma, tanto Netflix quanto o Facebook criaram soluções bem úteis para esses problemas…

Modo privado no Netflix

Para evitar que um filme trash que você veja no Netflix interfira nas suas recomendações (ou faça você passar vergonha), o serviço de streaming está testando uma nova funcionalidade, que permitirá ver o conteúdo através de um modo privado, bem semelhante às janelas anônimas dos navegadores de internet.

Segundo o Gigaom, a função já está em teste para alguns usuários. Caso o resultado seja positivo, todo mundo terá acesso à ferramenta em breve.

Botão “Salvar” no Facebook

Já o Facebook criou um botão que permite salvar textos, publicações, fotos, imagens, vídeos e links para os usuários mais ocupadinhos vejam nas horas vagas.

Ao apertar o botão “Salvar”, usando algum dispositivo móvel (como iOS ou Android), o usuário guarda essas informações em uma página, que não ficará disponível na timeline. De acordo com o G1, o usuário, entretanto, pode escolher compartilhar as informações que salvou.

Fonte: Papel Pop

Autora:Maitê Weschenfelder

image

  • Publicou Há 1 dia
  • Julho 22nd, 2014

0 Favoritas & Postagens reblogadas

Inove ou morra tentando. 
Gustavo Caetano fundou a Samba Tech há cinco anos. Devido ao seu estilo inovador e ousado ele tem sido convidado para falar sobre inovação nos maiores eventos do planeta. Foi eleito uma das 50 mentes mais inovadoras do país pela revista Proxxima (Meio&Mensagem) e ganhou por duas vezes o prêmio de CEO do ano.
Nessa palestra, Gustavo comenta que inovação não é apenas criar algo novo, que nunca existiu. Inovar pode ser reformular ou melhorar algo. O segredo está em mudar de forma criativa, original e que dê retorno financeiro.Ele também fala que é importante focar (em um público alvo) e sempre ter um propósito, pois sem isso é difícil uma empresa ir para frente.
Tudo isso vem enraizado com mudanças rápidas e revolucionárias. Estamos num momento que a informação é acessível para todo mundo e com isso a competitividade aumenta muito, afirma Gustavo.
Sua Startup foi eleita por três vezes nos Estados Unidos como uma das 100 empresas mais inovadoras do mundo e a Forbes a colocou como uma das 10 Startups para se observar na América Latina. Suas palestras mostram como empresas de qualquer setor podem inovar usando as mesmas técnicas de Startups de sucesso. 



Autor: Roges Pizzatto Luiz

Inove ou morra tentando. 

Gustavo Caetano fundou a Samba Tech há cinco anos. Devido ao seu estilo inovador e ousado ele tem sido convidado para falar sobre inovação nos maiores eventos do planeta. Foi eleito uma das 50 mentes mais inovadoras do país pela revista Proxxima (Meio&Mensagem) e ganhou por duas vezes o prêmio de CEO do ano.

Nessa palestra, Gustavo comenta que inovação não é apenas criar algo novo, que nunca existiu. Inovar pode ser reformular ou melhorar algo. O segredo está em mudar de forma criativa, original e que dê retorno financeiro.Ele também fala que é importante focar (em um público alvo) e sempre ter um propósito, pois sem isso é difícil uma empresa ir para frente.

Tudo isso vem enraizado com mudanças rápidas e revolucionárias. Estamos num momento que a informação é acessível para todo mundo e com isso a competitividade aumenta muito, afirma Gustavo.

Sua Startup foi eleita por três vezes nos Estados Unidos como uma das 100 empresas mais inovadoras do mundo e a Forbes a colocou como uma das 10 Startups para se observar na América Latina. Suas palestras mostram como empresas de qualquer setor podem inovar usando as mesmas técnicas de Startups de sucesso. 

Autor: Roges Pizzatto Luiz

  • Publicou Há 6 dias
  • Julho 17th, 2014

0 Favoritas & Postagens reblogadas

Redatores ou… UX Designers?image

Durante anos, redatores vêm sendo treinados para criar textos e campanhas persuasivas. Com a migração para o digital, uma máxima foi seguida a risca. “Escrever para web é escrever pouco”? Pode até ser. Mas ao que parece, escrever pouco vem sendo traduzido em elaborar conteúdos secos e nem um pouco amigáveis.

Se como UX Designers nosso papel é tornar qualquer interface amigável e fácil de usar, isso quer dizer que também somos responsáveis por todo e qualquer texto escrito em uma tela?

A resposta é sim. Interfaces requerem conteúdo. Labelscall-to-actions, formulários, mensagens de erro. A lista é interminável.

UX Designers como redatores

Esqueça o Lorem Ipsum e use conteúdo de verdade. Ao desenhar wireframes, procure escrever o conteúdo mais próximo ao que será posto no ar. Não se trata de querer cumprir o papel de outro profissional, mas elevar o nível do seu trabalho.

Como UX Designers, sabemos exatamente qual a finalidade de um projeto, como ele tem que se comportar, qual o ideal de interação entre o usuário final e a interface, e por isso também devemos saber o tom de linguagem que queremos transmitir.

“Obrigado, Maurício”

Se como UX Designer nosso papel é compreender o comportamento humano e projetar interfaces que se adéquem a cada público em específico, também é nosso papel saber a maneira certa de se comunicar com nossos usuários. Criar uma boa usabilidade para os padrões de formulários, e saber que é de extrema importância aplicar uma comunicação amigável é a chave de qualquer serviço na web.

image

Aumentando suas taxas de conversão

Para Jeff Gothelf, autor do livro Lean UX, um bom texto é o segredo para a UX. Jeff cita como exemplo um projeto onde teve um aumento de 30% de conversão apenas alterando a ordem das palavras nos botões call-to-action. Esse é um dos inúmeros exemplos que comprovam em números reais que um texto bem escrito e a escolha certa das palavras, especialmente em botões, labels e títulos, podem mudar drasticamente o rumo de uma interface e o ROI de um projeto.

Utilizando o tom certo, ou, falando a língua do seu usuário

Uma das maneiras de saber qual tom de linguagem utilizar em cada projeto é observado a maneira como as pessoas que utilizam aquele produto se comunicam. Se você for a uma consulta médica, provavelmente não espera que o médico utilize gírias para lhe atender. Você espera uma postura mais formal e humana. 

Mas se você entra em uma loja como As Casas Bahia, provavelmente espera que o vendedor lhe atenda de maneira amigável, leve, descontraída e até aceita algumas brincadeirinhas que os varejistas adoram fazer para se aproximar e cativar o cliente.

Cada público reage a um tom de linguagem específico, e se isso se aplica na vida real, porque não deveríamos personalizar a linguagem na web?

image

Venda benefícios, não características

Características são o que algo faz, como ele funciona, o que parece, e quanto custa. O problema é: características não vendem. As pessoas não compram um colchão porque é “100% látex amazônico natural.” Eles compram porque “com um colchão de látex natural da Amazônia, você vai dormir melhor do que nunca em sua vida.”

É fácil dizer “Clique aqui para se inscrever” Mas se você está pedindo às pessoas para se inscrever, você está vendendo algum recurso. Então ao invés de simplesmente pedir para que elas se inscrevam, comunique o benefício: “Se inscreva e obtenha acesso instantâneo a nossos artigos”

Um ótimo texto encoraja as pessoas a interagirem com o seu produto. Explique para quê você precisa da interação do seu usuário e ele com certeza se sentirá mais confiante em realizar as ações que você espera.

image

Fale para apenas um usuário

Por mais que você tenha diversificar personas em mãos, você sabe qual o tipo de usuário irá comprar o que você precisa. Então venda para ele. Não tente ser abrangente e falar para muitas pessoas ao mesmo tempo. Quanto mais personalizada for a experiência, maior as chances do seu usuário se converter. Trace o perfil de um usuário ideal e vá com ele até o final.

image

Faça testes

Pode não ser tão fácil, mas sempre que possível faça um teste A/B e saiba exatamente o que o seu público prefere ouvir. Às vezes pode ser difícil definir um tipo de linguagem, ou escolher qual o melhor approach para um CTA. Nessas horas, um teste A/B pode ajudar a comprovar qual a melhor solução de linguagem para garantir a melhor experiência, e claro, conversões.

Apele para a emoção

Um ótimo texto não só informa, mas também apela para emoções, criando um laço único com os consumidores. Fale com os usuários, explique o porquê das coisas, peça desculpas, seja sincero. Humanize cada vez mais a sua linguagem e você terá a empatia de quem está do outro lado da tela.

image

Seja persuasivo

Um ótimo texto é persuasivo. A mágica entre as palavras pode transformar visitantes em consumidores em um piscar de olhos. As técnicas de persuasão são essenciais quando estamos definindo chamadas para botões, labels e títulos.

Uma boa estratégia de conteúdo pode melhorar a experiência e trazer ótimos benefícios para o seu cliente. Se você trabalha com um redator, tenha certeza de que ele sempre utilize um tom de linguagem específico para cada projeto.

Caso você seja o designer responsável por todo conteúdo, tenha consciência da importância da linguagem para a melhor conversão da sua página e do seu produto.

image

    
   
   
Fonte: Andreia Pacheco.
  

image

Nova técnica com câmeras GoPro cria vídeos incríveis.image

Vídeos com GoPro proporcionam imagens incríveis e uma perspectiva diferente do que estamos acostumados a ver. Para criar esse efeito nas imagens, foram utilizadas seis câmeras GoPro fixadas em um suporte. Os vídeos transformam os passeios em imagens de 360º graus criando um resultado original.

image

image

Esse vídeo foi gravado pelo espanhol Ignacio Ferrando, onde as câmeras capturaram todas as voltas e loopings da montanha-russa. Ele inverteu o panorama em uma projeção esférica, criando esse efeito maluco — e um pouco vertiginoso — como se você estivesse voando para fora da Terra.

O alemão Jonas Ginter fez uma série de vídeos usando o mesmo processo. Ele comenta que havia feito várias tentativas, mas só conseguiu os resultados depois de construir um suporte em uma impressora 3D.

Confira o resultado inovador e divertido dessa nova técnica:

360° Video using 6 GoPro Cameras - spherical panorama timelapse from j0n4s on Vimeo.

MY MOTIVE - KNYTRO (360 degree video - tiny planet London) from j0n4s on Vimeo.

Planet Berlin - 360° with a croc from j0n4s on Vimeo.

Autora: Maitê Weschenfelder

Humilhação brasileira vira piada na internet

image

O Brasil foi eliminado na semifinal da Copa do Mundo nessa terça-feira. Desde o primeiro tempo, vários memes já circulavam na internet sobre o jogo. A Alemanha marcou quatro gols em apenas 6 minutos contra o Brasil. A derrota de 7x1 foi a maior em 100 anos de história.

Agora que você já secou as lágrimas confira essas imagens que separamos para você.

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

image

Autora: Maitê Weschenfelder

  • Publicou Há 2 semanas
  • Julho 9th, 2014

0 Favoritas & Postagens reblogadas

Dicas de Documentários

image

Às vezes precisamos de um toque de realidade para enxergar o mundo de uma forma diferente, um empurrãozinho para perceber algumas coisas ao nosso redor e aprender sobre novos e velhos assuntos.

Dessa forma, os documentários libertam, transformam e transmitem conhecimentos. Pensando nisso separamos para alguns documentários para você.

Paradise or Oblivion

O que seria de uma sociedade em que não houvesse escassez, onde comida, vestuário, diversão, tecnologia fossem disponíveis para todos os habitantes, onde o dinheiro, o lucro e a economia não valessem nada? São esses questionamentos que o excelente documentário Paradise or Oblivion (desenvolvido peloProjeto Vênus, de Jacque Fresco) levanta. O documentário explica a necessidade de superar os métodos ultrapassados ​​e ineficientes de política, direito, negócios, ou qualquer outra “noção estabelecida” de relações humanas, e usar os métodos da ciência combinados com alta tecnologia para suprir as necessidades de todas as pessoas do mundo, criando um ambiente de abundância para todos. Essa alternativa eliminaria a necessidade de um ambiente controlado pelo dinheiro e programado desde sempre para a escassez, dando espaço para uma realidade onde humanos, tecnologia e a natureza coexistem por um longo tempo em equilíbrio.

Jiro Dreams of Sushi

Documentário sobre o mais aclamado sushi de Tóquio, que é vendido numa portinha, em uma estação de metro. O responsável, Jiro Ono, é um sushiman que, aos 85 anos, segue imbatível – a ponto das pessoas terem que fazer reserva com meses de antecedência e ainda pagar 400 dólares por pessoa. Ótimo para debater escolha e dedicação total a uma profissão e acreditar e amar aquilo que faz.

Ilha das Flores

Considerado pela crítica européia como um dos 100 mais importantes curtas-metragens do século. Divertido, irônico e ácido, Ilha das Flores trata de uma forma simples e didática a maneira que funciona o ciclo de consumo dos bens numa sociedade desigual.
Mostra toda a trajetória de um tomate, saindo do supermercado até chegar ao lixo. Um clássico do cinema de curta metragem nacional produzido em 1989.

The Corporation

Esse excelente documentário mostra que quem controla o mundo hoje não são os governos, mas sim as corporações, através de instrumentos como a mídia, as instituições e os políticos, facilmente comprados. Mostra até que ponto pode chegar uma instituição para obter grandes lucros, destacando seus pontos psicológicos como a ganância, a falta de ética, a mentira e a frieza, dentre outros.

Quebrando o Tabu

Há 40 anos os EUA levaram o mundo a declarar guerra às drogas. Mas, os danos causados pelas drogas nas pessoas e na sociedade só cresceram. Abusos, informações equivocadas, epidemias, violência e o fortalecimento de redes criminosas são os resultados da guerra perdida numa escala global. Num mosaico costurado por Fernando Henrique Cardoso, Quebrando o Tabu escuta vozes das realidades mais diversas do mundo em busca de soluções, princípios e conclusões. Bill Clinton, Jimmy Carter e ex-chefes de Estado, como Colômbia, México e Suíça, revelam porque mudaram de opinião sobre um assunto que precisa ser discutido e esclarecido. Do aprendizado de pessoas comuns, que tiveram suas vidas marcadas pela ‘Guerra às Drogas’, até experiências de Dráuzio Varella, Paulo Coelho e Gael Garcia Bernal, Quebrando Tabu é um convite a discutir um problema com todas as famílias

Autor: Bernardo Trevizan

Fonte: Hypeness

 

Viva a publicidade do banco de imagens!

A solução da “criação instantânea” utilizando banco de imagens é cada vez mais comum em tempos de corte de custos, redução de despesas e o “pra ontem” das agências de propaganda. O caso da vez foram as imagens do publicitário e fotógrafo Filipe Frazão.

Filipe produziu despretensiosamente em um estúdio improvisado dentro da própria casa um conjunto de imagens temáticas da Copa do Mundo e disponibilizou em sites como Shutterstock, iStock, Fotolia e o brasileiro CrayonStock. Os modelos fotográficos das imagens foram o próprio Filipe e a sua namorada, Fernanda.

 Confira o portfólio de imagens aqui: http://crayonstock.com/fotos/artista/filipefrazao

A boa produção e edição das imagens renderam ao publicitário uma exposição invejada por “Hucks”, “Gianecchinis” e “Ivetes”.  As imagens renderam mais de 3 mil downloads e estamparam centenas de anúncios mundo à fora. Visa, Hyunday, Brahma, Claro, Fast Shop, Ricardo Eletro, Magazine Luiza, Walmart e Centauro foram algumas das marcas estreladas pelo publicitário e a sua namorada.

image

No mês passado a Bomnegocio.com também foi tema de polêmicas discussões sobre o assunto. Em uma publicação na rede social, o site de classificados usou uma foto de um banco de imagens dizendo se tratar de uma foto enviada por um cliente à empresa. A publicação dizia: “Recebemos esta foto da Joanna e seu marido felizes com o carro comprado pelo bomnegócio.com”. Contudo, internautas descobriram que a foto pertencia ao banco de imagens da agência Shutterstock.  Lamentável, que gafe!

image

Enfim, casos como esses são mais frequentes do que parecem. Mais que falta de criatividade das agências, quero acreditar que o baixo custo das fotos e a agilidade no processo deve ser a principal explicação disso tudo…

Confesso que temo pela excessiva artificialidade e pela falta de originalidade das nossas campanhas.  Já me sinto saudoso em pensar no tempo em que a produção fotográfica fazia mais parte da rotina nas agências de propaganda. Mas talvez estou ficando velho (ou muito chato).

Fontes: http://www.adnews.com.br/midia/publicitario-coloca-propria-foto-em-banco-de-

Autor: Ciro Gusatti

A Propaganda como ferramenta de conscientização.

O principal o objetivo da Propaganda é apresentar ao consumidor uma informação sobre um produto ou serviço. Mas algumas campanhas vão além, usam a criatividade para conscientizar e sensibilizar a sociedade de problemas importantes.

1)    Proteção Animal: MESMO BICHO DE ESTIMAÇÃO, SER HUMANO DIFERENTE.

image

image

 

2)    Proteção Animal: NÃO COMPRE PRODUTOS ORIUNDOS DE ANIMAIS EXÓTICOS.

image

 

3)    Machismo: MULHERES PRECISAM SER TRATADAS COMO IGUAIS.

image

 

4)    Agressão Familiar e Alcoolismo: NÃO PERCA O CONTROLE PARA A BEBIDA.

image

Agência: EURORSCG Praga, República Tcheca.

 

5)    Sem-teto: CADA DIA É UMA BATALHA

image

"Para os sem-teto, cada dia é uma luta."

Agência: Clemenger BBDO, Melbourne, Austrália.

 

6)    Desmatamento: AS FLORESTAS SÃO OS PULMÕES DO MUNDO.

image

Agência: TBWA\PARIS, França.

 

7)    Fome Mundial: PODE SER FÁCIL AJUDAR OS FAMINTOS.

image

“Viu como pode ser fácil alimentar os famintos?”

TBWA\Hunt\Lascaris, Joanesburgo, África do Sul.

 

8)    Direção Segura: O SONO É MAIS FORTE DO QUE VOCÊ, NÃO DIRIJA COM SONO.

image

Agência: BBDO Bangkok, Tailândia.

 

9)    Negligência Infantil: CRIANÇAS NEGLIGENCIADAS SENTEM-SE INVÍSIVEIS

image

"Crianças negligenciadas sentem-se invisíveis.”

Agência: Australian Childhood Foundation, JWT Melbourne.

 

10)    Abuso Infantil: UM PREDADOR ESCONDIDO NO SMARTPHONE.

image

“Um predador pode se esconder no smartphone de seu filho”, diz o anúncio.

Agência: Herezie, Paris, França.

 

11)    Biodiversidade: A CADA MINUTO UMA ESPÉCIE MORRE.

image

“A cada 60 segundos um membro da espécie morre. Cada minuto importa”, diz o anúncio.

Agência: Scholz & Friends, Berlin, Germany.

 

12)    Liberdade de Expressão: A CENSURA CONTA A HISTÓRIA ERRADA.

image

“A censura conta a história errada”, diz o anúncio.

Agência: Memac Ogilvy & Mather Dubai, Emirados Árabes.

Instituição: Jornalistas sem Fronteiras.

 

13)    Proteção à Infância: O ABUSO ESTÁ ACONTECENDO AGORA.

image

“Não está acontecendo aqui, mas está acontecendo agora”, diz o anúncio.

Criação: Pius Walker, para a Anistia Internacional, Suíça.

 

14)    Protecionismo: OS ANIMAIS NÃO SÃO OBJETOS.

image

Agência: Lowe Bull, Cidade do Cabo, África do Sul.

 

15)    Conservacionismo: SE VOCÊ NÃO RECOLHE, OS ANIMAIS FARÃO POR VOCÊ.

image

Agência:TBWA\Hunt\Lascaris, Joanesburgo, África do Sul.

 

16) Abuso e Corrupção de Menores: NOSSAS CRIANÇAS MERECEM PROTEÇÃO.

image

 

17)  Responsabilidade no Trânsito: PARE COM A VIOLÊNCIA.

image

image

“Pare com a violência: não dirija se beber.”

Agência: Terremoto Propaganda, Curitiba.

 

18) Tortura: A VÍTIMA PODE SER VOCÊ

image

Agência: Advico Y&R, Zurique, Suíça.

 

19) Biodiversidade: SERÁ MUITO MAIS ASSUSTADOR QUANDO NÃO HOUVER TUBARÕES.

image

Agência: DDB&CO. Istambul, Turquia.

 

20) Crianças vítimas de Guerra: CURTIR NÃO VAI ADIANTAR EM NADA.

image

image

“Curtir não vai ajudar em nada”

Agência: Publicis, Singapura.

 

21) Preconceito Racial

image

image

“A cor da pele não deveria determinar o destino de ninguém.”

Agência: Publicis Conseil. Paris.